Próximo Ritual Aberto:

  • 00 Dias
  • 00 horas
  • 00 min
  • 00 seg
+

Qual é o preço do ritual com a ayahuasca?

Eis aqui um tema recorrente e que causa muita polêmica entre as pessoas envolvidas com a ayahuasca nos centros urbanos. Qual deve ser o valor “pago” em um ritual com a ayahuasca?

Quando iniciei meu caminho espiritual com a ayahuasca, os institutos pediam a contribuição de 10 reais. Atualmente, nos centros da região onde estamos localizados, o preço varia entre 30 e 50 reais e sabemos de lugares que pedem 120 reais. Já ouvi falar de centros que, para participar de um ritual em que a estadia da pessoa no lugar dura um final de semana, pedem 700 reais por pessoa. Em outros países aqui na América do Sul, os valores podem facilmente chegar a 250 euros e na Europa a mil euros. Mas afinal por que tanta diferença de preço?

A primeira reflexão que devemos ter em mente diz respeito a diferenciar preço de valor. O preço de alguma coisa não necessariamente tem relação direta com seu valor. Esse assunto é controverso e muitas opiniões estão ao alcance de todos na internet, em vídeos e textos como esse. A questão sempre passará pelo ponto, muito pessoal, de quanto a pessoa está disposta a pagar para participar de um ritual ou o quanto ela pensa ser correto cobrar por isso. Essas questões estão atreladas ao nível econômico de cada um, às suas exigências, segurança, ‘profissionalismo’ que procura, valores morais que a orienta e a própria relação da pessoa com o dinheiro.

Nesse sentido há um encontro entre os que cobram e aqueles que pagam e, assim, surge um relacionamento que passa por questões internas de como são e a relação que têm com o dinheiro. Nessa relação entra em jogo a valorização que se dá para algo, a segurança e benefício encontrado na troca, o medo de ser enganado ou ainda o pensamento de que o outro está nos usando para fazer negócio e enriquecer.

Nessa reflexão entra em debate a questão de mercadoria, que em muitos lugares a ayahuasca é tratada, e o turismo que surgiu em torno dela. Uma rápida pesquisa na internet e podemos encontrar hotéis em Lima no Peru que oferecem a experiência com a ayahuasca, oferecendo até deslocamento a selva por 250 dólares. No EUA e na Europa essas viagens a selva podem chegar a 3 mil euros e envolvem o trabalho de guias, tradutores e serviços de hospedagem e alimentação de alta qualidade.

Aqui no Brasil, o contexto da ayahuasca está intimamente relacionado com o contexto religioso, embora uma rápida pesquisa na internet e podemos encontrar a ayahuasca sendo comercializada tal qual mercadoria e o turismo ayahuasqueiro organizado por diferentes pessoas. Há também o incentivo de centros ayahuasqueiros em trazer pajés e xamãs de diversas tribos da floresta amazônica para realizar rituais com ayahuasca nas cidades. Obviamente os custos destes rituais envolvem o translado e estadia dessas pessoas. Existem também músicos profissionais que se dedicam a cantar ao vivo em rituais com a ayahuasca e que realizam um circuito em todo o Brasil, passando por diferentes centros ayahuasqueiros.

Pensemos agora no custo da realização de um ritual. A ayahuasca é uma parte do custo. Mas não a maior. O preço do litro da ayahuasca pode variar muito e isso depende de sua qualidade, concentração e idoneidade de cada feitor. Há o custo de transporte da bebida. Há centros organizados que possuem terras onde cultivam as plantas para a realização de feitios próprios e isso por si só também tem seu custo. Além disso, a compra ou aluguel do local, construção, manutenção do espaço, a compra de diferentes materiais necessários a realização dos rituais, equipamentos eletrônicos e muitos outros fatores se somam ao custo da realização do ritual. Todos esses fatores influenciam no preço que cada centro pede para a realização de um ritual. Mas e o valor? Está à altura dos preços praticados?

É muito comum ouvir por aí que uma sessão de ayahuasca equivale a muitos anos de terapia. Essa é uma crença recorrente em nosso meio. Se consideramos ela verdadeira, uma rápida conta nos mostra a dimensão da relação entre valor e preço. A média de preço de uma sessão de terapia pode variar entre 30 a 100 reais (em uma visão conservadora) em sessões de 60 a 90 minutos. Imaginamos que uma pessoa vá a cada 15 dias e fique 2 anos em tratamento. Ela terá gasto entre 1680 a 5.600 reais ao final do tratamento. Já ouvi relatos de pessoas que estavam há décadas em tratamento psicológico e em apenas alguns rituais encontrou a ‘cura’ que tanto buscava. Pensemos agora nas pessoas que são viciadas em drogas e outras substâncias e no preço de uma internação para desintoxicação, cuja taxa de sucesso é relativamente baixa e cujo método, em muitos casos, agressivo devido ao uso intensivo de medicamentos. Facilmente um tratamento de 6 meses pode ultrapassar o preço de 10 mil reais.

Quantos casos conhecemos de pessoas que participando dos rituais conseguiram vencer seus vícios mais degradantes? Quanto cada um estaria disposto a investir na saúde física, mental e emocional? Quanto estaria realmente disposto a sair do ‘inferno existencial’? Quanto deve ser o investimento feito por uma família para ver seu parente mais querido saindo de uma situação que afligia a todos?

Nós nada temos contra qualquer preço que qualquer centro peça por seus rituais. Felicitamos a quem pode pagar, qual seja o valor, porque podem e valorizam. Em nosso caso o preço é de 50 reais por um ritual. Muitas pessoas vieram até nós e participaram sem pagar nada ou nos dando apenas a metade ou oferecendo serviços em troca dos 50 reais. As nossas portas nunca se fecharam para a pessoa que declarou interesse e não podia arcar com o custo. Assim como também é certo que muitas pessoas reclamam e querem pagar menos, não porque não tenham dinheiro suficiente, mas porque o dinheiro será gasto com outras coisas, que são mais valorizadas, e porque não querem investir em sua saúde, bem estar e autoconhecimento.

Nós do Instituto Flor de Lótus, temos um compromisso ético em oferecer a sagrada bebida, livre do comércio e das drogas, a todos aqueles que querem conhecer a si mesmos. Em nossa instituição trabalhamos de maneira voluntária para oferecer os rituais. Contamos com uma equipe de 30 pessoas que dedicam seu tempo e esforço para manutenção do local onde os trabalhos são realizados. Todo dinheiro arrecadado nos rituais é utilizado em benefício da própria instituição e na manutenção e aprimoramento do local.

É oportuno, dentro desse tema, entender que está a critério de cada um, a decisão de investir o quanto quiserem para participar de rituais com ayahuasca, há opções para todos os gostos e não vejo necessidade em afirmar qual a maneira mais justa ou correta para tal. A nós interessa manter o trabalho sério, responsável, respeitoso e amoroso que estamos realizando ao longo dos anos, oferecendo a oportunidade de transformação a todos aqueles que nos procuram. Quanto vale essa atitude?